Dr Jamili tem três cursos de extensão na Universidade de Harvard na área de endocrinologia, nutrologia e emagrecimento. Estudou endocrinologia no Instituto de Pesquisas e Ensino Médico do Rio de Janeiro, geriatria e gerontologia na Universidade do Estado do Rio de Janeiro, nutrologia na Sociedade Brasileira de Nutrologia (ABRAN), prática ortomolecular pela Sociedade Ortomolecular do Rio de Janeiro. Sua vocação em compreender a essência das coisas, o levou a estudar as medicinas mais antigas da humanidade como a chinesa e a indiana. Estudou medicina ayurvédica, nutrologia e naturopatia oriental no Ayurvedic Holly Family Hospital, New Delhi, Índia. Medicina chinesa com o Mestre Taoista Cheng e no Instituto Ryoho na Califórnia, USA.

Dr. Jorge Jamili desde muito jovem despertou interesse em compreender o significado da existência, das causas das doenças, da saúde, e da paz e felicidade duradouras. Esta busca o levou a dedicar-se como missionário durante vários anos, ao serviço social e ao ensino da filosofia e prática de meditação e yoga, como forma de alcançar suas metas, que são o autoconhecimento e o serviço à humanidade.

Recebeu em 2012 o Prêmio Monção Honrosa da Prefeitura do Rio de Janeiro,  pela fundação e por serviços prestados à Secretaria da Longevidade Saudável do Rio de Janeiro. Tem procurado nos últimos 30 anos, combinar a essência da filosofia e medicina oriental com a ciência médica contemporânea. Hoje sua prática médica é baseada na Medicina Preventiva e Regenerativa, cujo foco é identificar e corrigir as deficiências metabólicas do organismo, prevenindo as doenças, e proporcionando melhora funcional e da qualidade de vida. Esse modelo de medicina pode proporcionar melhores resultados do que aguardar que as doenças surjam e progridam, para então tratar com medicamentos com efeitos colaterais, quando a pessoa já está doente.

Dr. Jamili tem como objetivo em seu tratamento médico identificar e tratar as causas das doenças, proporcionando um tratamento definitivo. Propõe a prevenção das doenças através da detecção e correção precoce das deficiências metabólicas, de forma personalizada, com o ajuste do estilo de vida como a alimentação equilibrada, a prática de exercícios e o equilíbrio emocional. Utiliza recursos terapêuticos naturais como os fitoterápicos, que são medicamentos extraídos das plantas, com menor risco de efeitos colaterais; alimentos funcionais que além de alimentos agem como medicamentos; complementos ortomoleculares com ação antioxidante e funcional como vitaminas, minerais, aminoácidos, princípios ativos naturais etc. Dedica especial atenção aos níveis hormonais. Os hormônios são os mensageiros bioquímicos que controlam todo o funcionamento do corpo, e devem ser otimizados quando em desequilíbrio, inicialmente por métodos naturais, e se possível e necessário, através de hormônios homólogos humanos, que possuem a mesma estrutura molecular dos hormônios produzidos pelo corpo humano. Os medicamentos químicos alopáticos devem ser usados como último recurso.